O Menino e o Gatinho



Que calor! Estou cansada! –

Minha irmãzinha resmungava enquanto caminhávamos para casa com nossos pais em um domingo à tarde bem ensolarado.

Mas, ao passar pela casa do meu amigo João, que fica ao lado da nossa, algo nos encheu de curiosidade!

O carro deles estava com o capô aberto e o pai do João estava com uma lanterna na mão olhando para o motor enquanto a filhinha dele gritava “eu ouvi papai, eu ouvi!”.

- Problemas com o carro vizinho?

- Perguntou meu pai.

- Rapaz, vocês não vão acreditar! Tem um gato dentro do carro.

Nossos olhos se arregalaram e começamos a fazer várias perguntas ao mesmo tempo.

- Como assim dentro do carro?

- Perto do motor?

- E ainda está vivo?

- Sim, sim. Desde ontem à tarde eu estava ouvindo vários miados no caminho para um casamento que fomos em outra cidade. No início achei que era uma coincidência engraçada, até que percebi que o gato devia estar dentro do carro! E está mesmo. Pelo miado deve ser um filhotinho, mas não conseguimos ver em que parte está.

Desde ontem à tarde?! – falamos quase ao mesmo tempo. Os olhos do meu pai brilharam diante daquele desafio: encontrar e salvar o gatinho! E nós, as crianças, estávamos muito empolgadas com essa missão de resgate! Quando todos ficávamos bem quietos conseguíamos ouvir um miado bem baixinho, mas não víamos o animalzinho em lugar nenhum...

Ele devia estar preso, com fome e assustado! Até que alguém sugeriu uma coisa: colocar o som de outro gato para ver o que acontecia. Meu pai achou um vídeo e colocou para tocar. No mesmo instante em que o gatinho ouviu, começou a miar sua resposta de volta. Meu pai percebeu que ele devia estar na parte da frente do carro, no farol ou no paralamas.

Nosso vizinho correu para pegar mais ferramentas, enquanto sua esposa trouxe um prato com leite e outro com água para alimentar o pobre bichinho quando finalmente saísse da enrascada em que se meteu.

Desaparafusa daqui, desmonta dali, solta um fio, desconecta uma peça e, pronto, o farol saiu! Nós pulamos e gritamos de alegria quando vimos aquela carinha assustada olhando para nós! Com muito cuidado, meu pai tirou o gatinho daquela prisão apertada e cheia de graxa. Ele estava trêmulo, sujo e faminto. Mas agora, finalmente, estava salvo! Minha mãe sugeriu que o chamássemos pelo nome da marca do carro onde estava preso.

Agora ele mora com a minha família, e todos os dias pula a janela e vai visitar a casa do João e da irmãzinha dele.

Essa aventura me fez pensar sobre algo que aprendi com a Bíblia, a Palavra de Deus. Lá está escrito que todos nós estávamos presos em nossos pecados, as coisas erradas que fazemos ou pensamos que nos afastam do nosso Criador.

Com nossas próprias forças, sacrifícios e boas obras não conseguimos sair dessa prisão, assim como o gatinho não conseguiu sair do carro sozinho. Então, o próprio Deus enviou o Salvador, Seu Filho Jesus. Somente Ele poderia pagar o preço dos nossos pecados e nos resgatar. Nós não precisamos fazer nada, apenas reconhecer que não somos capazes de salvar a nós mesmos e crer nAquele que fez tudo por nós.

Meu pai e o pai do João são os heróis do gatinho! O Senhor Jesus é o meu herói! Muito mais poderoso e vencedor que qualquer outro! E Ele também quer ser o seu herói, amigo e salvador! O que você está esperando? Fale com Ele agora mesmo!



“Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus, o qual se entregou a si mesmo como resgate por todos. Esse foi o testemunho dado em seu próprio tempo.” 1 Timóteo 2:5-6.

Precisa de oração? Deixei seu pedido aqui abaixo!

© 2020 Projeto Mente Renovada.

Orgulhosamente desenvolvido por creisconsultoria.com

creis logo.webp