Podemos ser íntimos de Deus?





Para os que amam a Deus não há desejo maior do que desfrutar da intimidade com seu Senhor. Na Bíblia encontramos exemplos de pessoas que viveram em intimidade com Deus e, neste estudo, vamos extrair do Texto Sagrado um caminho para desenvolvermos esse nível de relacionamento tão almejado por aqueles que professam sua fé em Cristo.  

‘Não se glorie o sábio em sua sabedoria nem o forte em sua força nem o rico em sua riqueza, mas quem se gloriar, glorie-se nisto: em compreender-me e conhecer-me, pois eu sou o Senhor” (Jeremias 9:23,24a).

Ser íntimo é relacionar-se de modo profundo, tendo o conhecimento inequívoco de quem é a outra pessoa, seu caráter, modo de ser, pensar, gostos, objetivos e sonhos. Somente podemos conhecer plenamente uma pessoa quando nos tornamos íntimos dela.

CRISTO – O CAMINHO

Se quisermos ser íntimos de Deus devemos, primeiramente, recebê-lo através da pessoa de Cristo. Olhando para o filho vemos o Pai:

“O qual, sendo o resplendor da sua glória e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas” (Hebreus 1:3).

Jesus nos ensinou claramente que ninguém poderia ir a Deus senão pelo seu intermédio. Nenhum outro ser humano ou elemento da natureza pode ligar o homem a Deus. Na Bíblia, não há espaço para outros intercessores entre o homem e Deus, mas somente um: Jesus Cristo, o Justo, pelo qual temos livre acesso ao Pai.

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim" (João 14: 6). 

“Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós” (Romanos 8:34).

“A intenção dessa graça era que agora, mediante a igreja, a multiforme sabedoria de Deus se tornasse conhecida dos poderes e autoridades nas regiões celestiais, de acordo com o seu eterno plano que ele realizou em Cristo Jesus, nosso Senhor, por intermédio de quem temos livre acesso a Deus em confiança, pela fé nele” (Efésios 3:10-12).

CONHECER A PALAVRA DE DEUS

A partir do conhecimento bíblico podemos compreender mais sobre os atributos de Deus, seus mandamentos, o que O agrada e desagrada e, até mesmo, o que é abominável aos seus olhos.

Mas o conhecimento sobre o Senhor ainda não nos torna íntimos dEle. Você pode obter informações sobre a vida de uma pessoa sem jamais ter desenvolvido um relacionamento com ela. Por exemplo, você pode saber tudo sobre a história de um astro do cinema ou da música sem sequer ter visto, conversado ou convivido com ele. Muitos creem em Deus e até sabem sobre Ele, mas isso não é suficiente porque até os demônios creem em nEle:

“Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem” (Tiago 2:19).

Precisamos ir além, não apenas saber sobre Deus, mas conhecê-lo e ser íntimos dEle. Não se trata de uma possibilidade, mas de uma necessidade a ser buscada por todos.

SINCERIDADE

"Porque o perverso é abominável ao Senhor, mas com os sinceros ele tem intimidade" (Provérbios 3:32).

Aqui vemos que o Senhor guarda sua intimidade para com os sinceros.

O Senhor se agrada daqueles que se apresentam em oração sem máscaras ou disfarces. Daqueles que possuem a visão certa de si mesmos e não ousam aparentar aquilo que não são ou sentem. Os sinceros reconhecem suas dores, fraquezas e dificuldades, mas se mostram dispostos a seguir a vontade do Pai com todo o coração e em verdade.

Assim foi Jesus, quando prestes ao sacrifício da cruz, não escondeu do Pai seu sofrimento e agonia mas pediu que fosse feita a Sua vontade.

HUMILDADE

O Senhor revela seus segredos aos pequeninos, aos humildes de coração:

Naquela ocasião Jesus disse: "Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado’ (Mateus 11:25,26).

Os humildes são bem-aventurados porque se submetem a Deus, sendo dependentes do Senhor. Eles se aproximam de Deus reconhecendo que sem Ele nada são. Já os soberbos, arrogantes, sábios e orgulhosos não agradam ao Senhor que os resiste.

“Por isso diz a Escritura: "Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes" (Tiago 4:6).

Examinemos nosso coração para remover toda a soberba e vaidade e sermos pequeninos assim como as crianças que dependem de seus pais. Devemos depender de Deus e estarmos sempre abertos ao aprendizado que vem da Sua Palavra, tendo o conhecimento de que o Senhor está perto dos que possuem um coração quebrantado, isto é, humilde, arrependido, contrito, amolecido e moldável por Ele.

TEMOR A DEUS

Para vivenciarmos um estreito relacionamento com o Senhor devemos andar em temor:

“O segredo do Senhor é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança” (Salmos 25:14).

Vemos que o Senhor revela seus segredos e mistérios aos que o temem. Assim fez com Abraão, qualificado nas Escrituras como amigo de Deus. O Senhor lhe revelou seu plano para destruir as cidades de Sodoma e Gomorra cujo pecado havia se agravado muito:

“E disse o Senhor: Ocultarei eu a Abraão o que faço, visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra?” (Gênesis 18:17,18).

Temor significa respeito e reverência. Aqueles que temem a Deus se desviam do mal e deleitam-se em seguir Seus mandamentos e, com isso, provam seu amor ao Pai, podendo desfrutar de uma relação íntima onde até os pensamentos e segredos do Senhor não lhes são ocultados.

“Agora, pois, ó Israel, que é que o Senhor teu Deus pede de ti, senão que temas o Senhor teu Deus, que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma” (Deuteronômio 10:12).

O salmo 34 nos mostra o quer é temer a Deus:

“Vinde, meninos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor. Quem é o homem que deseja a vida, que quer largos dias para ver o bem? Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano. Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a. Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor. A face do Senhor está contra os que fazem o mal, para desarraigar da terra a memória deles. Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias. Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito” (Salmos 34:11-18).

JESUS E O PAI SÃO UM

Jesus e Deus são pessoas distintas da Trindade, mas ligados em perfeita união. Jesus disse:

“Eu e o Pai somos um” (João 10:30).

O mesmo vínculo e unidade pode haver entre o Senhor e seus filhos. Devemos buscar esse nível de comunhão para andarmos unidos a Deus em obediência e santidade, sendo cumpridores da Sua Palavra, movidos, não por obrigação ou contrariedade, mas por amor genuíno e imensa gratidão manifestada a quem nos amou primeiro e nos ofereceu, graciosamente, tão grande perdão. Caminhar junto com Deus implica em pensar com a mente de Cristo, fazer a vontade do Pai e renunciar as obras da carne durante a nossa passagem terrena.  

“Mas Jesus respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente” (João 5:19).

RELACIONAMENTO ÍNTIMO ESTÁ DISPONÍVEL A TODOS

Andar com Deus intimamente não é algo impossível, mas disponível a todos quantos amam ao Senhor e buscam um relacionamento mais profundo, fora da superficialidade comum aos tempos atuais.

Para tanto, devemos buscar ao Pai pelo intermédio de Cristo e manter um coração sincero, humilde e desejoso por caminhar dia-a-dia sob a Sua direção, cônscios de que o tempo dedicado à oração e à leitura da Palavra não pode ser negligenciado e de que o temor e a obediência ao Senhor o trará bem perto de nós, junto a nós e vivo em nós.

“Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós” (Tiago 4:8).


“Aquele que forma os montes, cria o vento e revela os seus pensamentos ao homem, aquele que transforma a alvorada em trevas, e pisa sobre as montanhas da terra; o Senhor, o Deus dos Exércitos, é o seu nome” (Amós 4:13).

Precisa de oração? Deixei seu pedido aqui abaixo!

© 2020 Projeto Mente Renovada.

Orgulhosamente desenvolvido por creisconsultoria.com

creis logo.webp