Isolados Sim Sozinhos Não




Vivemos o ano de 2020 com medos e expectativas que não queríamos. Caminhamos por um ano de restrições de convívio e enfrentamos, durante este período, várias etapas pertinentes ao quadro pandêmico: passamos pelas fases do desconhecido, do medo, do isolamento social, das hiperinformações, das perdas e do luto.


E, o fato é que estamos ainda sob esta nuvem densa e temos muitas informações para digerirmos, para assimilarmos ou para apagarmos.


Diante de todas essas experiências não temos como fugir do assunto: Quais efeitos, além da saúde física, a covid-19 gerou em nós?


Uma verdade sabemos: sofremos danos emocionais. Dados de pesquisas recentes nos revelam que mais 40% das pessoas entrevistadas disseram ter sentimentos de tristeza ou depressão, e mais de 50% afirmaram experimentar sentimentos de nervosismo ou ansiedade.


Houve também um aumento significativo do uso de cigarro, bebidas alcoólicas e uso de telas (televisão, celulares entre outros) além da diminuição da realização de atividades físicas

(os dados apresentados foram extraídos da pesquisa “ConVid Comportamentos”).


MOTIVOS:


Esse aumento dos casos de depressão e ansiedade durante a pandemia, podemos associar a alguns motivos:


- Medo da doença;

- Instabilidade financeira;

- Perda de pessoas queridas para a doença e

- Solidão fruto do isolamento social.


A melhor maneira de enfrentarmos os danos emocionais é olharmos para cada uma destas situações e sermos resilientes.


PRECISAMOS:


- Buscar informações de fontes confiáveis;

- Realocar gastos financeiros com criatividade e pensar em possíveis novas fontes de renda;

- Criar novas grupos de relacionamento em redes sociais, na vizinhança e por telefone;

- Praticar diariamente novos hábitos tais como leitura, pratica de artes e esportes;

- Aceitar o luto, valorizando sua própria vida e estimando a memória das pessoas que faleceram e;

- Fortalecer e fé.


Deus tem sempre algo a nos ensinar, em todas as situações. Ele promete sempre estar conosco. No verso 4 do Salmo 23, Ele nos diz que ainda que andemos por um vale escuro como o vale da sombra da morte, não precisamos ter medo algum pois Ele está conosco. Ele corrige nossos passos, nos dá proteção e direção.


Com toda a Sua soberania e poder nos diz “não fiquem com medo, pois Eu estou com vocês, não se apavorem, pois Eu Sou Seu Deus. Eu lhes dou forças e os ajudo; Eu os protejo com a minha mão forte” (Isaias 41:10).


Ele não nos falta, ainda que todos faltem, Deus jamais nos abandonará. Em suas promessas Ele ainda diz: Ainda que uma mãe venha a se esquecer do filho que ainda mama, e que gerou, Eu jamais me esquecerei de você! (Isaias 49:15). Ele faz morada em nós, pois é Ele mesmo que nos diz: “O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens” (Atos 17:24). Ele abriu mão de todos os lugares que poderia morar e preferiu habitar em nossos corações.


Assim, concluímos, com a certeza de que não precisamos imergir na solidão pois sabemos que Ele não nos deixará e não nos abandonará como lemos em Deuteronômio 31.6:


“Sejam fortes e corajosos; não se assustem, nem tenham medo deles, pois é o Senhor, nosso Deus quem irá com vocês. Ele não os deixará, nem abandonará.”


Fabiola Porto - Psicologia Clínica





Precisa de oração? Deixei seu pedido aqui abaixo!

© 2020 Projeto Mente Renovada.

Orgulhosamente desenvolvido por creisconsultoria.com

creis logo.webp